domingo, 31 de julho de 2011

invernal

a cada ano que passo,
o inverno me traz um desafio,
e no tecer de cada fio;
sinto
em todas as fibras do meu corpo
a provação, a incerteza, o medo;
na reflexão da tristeza,
penso, e percebo
que a minha fortaleza depende
desse turbilhão.
da entropia surge a harmonia...
que o sol da primavera,
chegue de mansinho desabrochando
e reforçando mais,
e mais
o meu ser!
(Erica Telles - 01/08/2011)

sexta-feira, 17 de junho de 2011

um dia frio e triste

a tristeza me invadiu hj...
me fez lembrar o quanto somos vulneráveis diante do tempo e do universo,
me relembrou que dentro do processo de ser, temos referências muito importantes!
me deu medo...
por uma instante fiz o papel que me ensinaram tão bem, se colocar no lugar do outro:
chorei...
na conjunção da dor percebi mais um laço de irmandade,
a dor do outro era a minha também,
mas a saudade ficará e restará as boas lembranças e momentos que se perpetuaram pela memória...e enquanto houver isso o papel da perpetuação se cumprirá!

dedico estas palavras a minha irmã de alma - nancy matos

estarei sempre ao seu lado.

com carinho e amor

erica (17/06/2011)

terça-feira, 31 de maio de 2011

não te esqueço...nem nunca te esquecerei

Apesar do tempo passado sem merecidas linhas,
Saiba que na energia truncada do tempo,
Você não me sai da cabeça.
Pois, tenha certeza,
Nunca te esqueço,
nem nunca te esquecerei....

Meu blog...sempre haverá um espaço para um pensamento, idéia, sentimento e letras...signos que juntos transformam em significado a nossa existência!

(Erica Telles - 01/06/2011)

quinta-feira, 7 de abril de 2011

color moments - parte I

..............
não que eu esteja vivendo um momento rosa...
mas é a cor que me seduz e me envolve neste momento!
..............

domingo, 20 de março de 2011

...

Hoje, eu descobri que um dos meus maiores medos, está superado!
Ao constatar isso percebi que realmente ou algo de bom está acontecendo ou algo de muito sério?!

domingo, 23 de janeiro de 2011

Oração a Deusa

Eu, que sou a beleza do verde sobre a Terra,

da Lua branca entre as estrelas,

do mistério das águas

e do desejo no coração dos homens,

falo à tua alma: desperta e vem a mim,

pois, sou Eu a alma da própria Natureza,

que dá a vida ao Universo.

De mim nasceram todas as coisas

e a mim, tudo retorna.

Ante meu rosto,

venerado pelos deuses e pelos homens,

deixa tua essência se fundir em êxtase ao infinito.

Para me servires, abre teu coração à alegria,

pois, vê: todo ato de amor e prazer é um ritual para mim.

Cultive em tua alma a beleza e a força,

o poder e a compreensão,

a honra e a humildade,

a alegria e o respeito.

E a ti, que buscas me conhecer,

eu digo: tua busca e teu anseio de nada servirão

sem o conhecimento do mistério

de que aquilo que procuras

não encontrares dentro de ti mesmo,

jamais o encontrarás fora de ti.

Pois vê,
sempre estive contigo - desde o começo,

e sou aquilo o que se alcança além do desejo.

terça-feira, 18 de janeiro de 2011

ouvindo

CRUA

"...dificilmente se arranca a lembrança, lembrança, lembrança, lembrança
por isso na 1ª vez dói,
por isso não se esqueça dói,
e ter que acreditar no caso sério
e na melancolia que dizia..."


como diria um amigo meu quanto mais sincero vc é, mais magoado o outro fica...

quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

dama prateada




“Tu, que perambulas por muitos lugares sagrados e és reverenciada com diferentes rituais;
Tu, cuja luz suave clareia o caminho dos viajantes e nutre as sementes escondidas sob a terra;
Tu, que controlas o caminho do Sol e até mesmo a intensidade dos seus raios
eu Te imploro,
chamando todos os Teus nomes e todos os Teus aspectos
eu Te invoco
com todas as cerimônias que Te foram dedicadas,
venha a mim e me traga repouso e paz”
Apuleio, "O Asno Dourado


foto by rodrigo oliveira
texto retirado do blog teia de thea